X

NOTÍCIAS

Publicada em 26/10/2020 às 13:50 | Atualizada em 26/10/2020 às 15:00

Caso Marcius Melhem: Marcelo Adnet presta solidariedade às vítimas e Rafinha Bastos faz piada sobre a situação, mas depois apaga

Rafinha, entretanto, publicou outra brincadeira sobre o episódio, desta vez comparando Melhem a um vírus

Da Redação

Montagem-Divulgação
Montagem-Divulgação

Como você viu aqui no ESTRELANDO, Marcius Melhem foi acusado de assédio por atrizes da Globo em dezembro de 2019. O caso, entretanto, pareceu não ir para frente - e esfriou ainda mais após a saída do humorista da emissora, em agosto de 2020. Mas no último sábado, dia 24, uma reviravolta: Mayra Cotta, advogada das artistas que teriam sido abusadas por Melhem, deu uma entrevista à colunista Mônica Bergamo, do jornal Folha de S. Paulo, e declarou que o comediante agiu com violência contra as mulheres, tentando beijá-las à força, além de ter tido condutas de assédio moral. Melhem já se pronunciou publicamente e negou as acusações, mas Marcelo Adnet, que trabalhou com o ator na TV Globo, também resolveu se manifestar.

Em seu Twitter oficial, Adnet se posicionou a favor das supostas vítimas. No último sábado, o artista escreveu:

Sobre a matéria de Mônica Bergamo na Folha de SP: todo meu apoio e solidariedade às vítimas!

Os comentários, entretanto, não foram tão receptivos.

Escorregadio para cacete. Fugiu do assunto no Roda Viva sendo que uma das vítimas foi casada com você POR ANOS. Devia ter vergonha, escreveu uma usuária, referindo-se à Dani Calabresa.

Eu deveria ter vergonha de que, Gabriela? O que você está sabendo que eu não estou? [...] Ah, então está me acusando? É isso? Dedicar solidariedade e apoio às vítimas não é se posicionar?, rebateu Adnet.

Preguiça dessa sua passação de pano... nem condiz com alguém que se posiciona sobre tantas coisas nas redes sociais. Seja mais específico na manifestação de apoio. Se tem alguém que sabe o que ocorreu, esse alguém é você. Até parece que vivia num mundo paralelo, apontou outra.

Opa, isso é uma acusação? EU sabia? Por que?, questionou o humorista.

Se o @MarceloAdnet apoia (agora) as vítimas, como trabalhou tantos anos ao lado do Marcius Melhem sem dar um piu? Não via ou fingia?, perguntou um último.

Centenas de pessoas trabalharam anos com ele. Inclusive mais tempo e mais próximo que eu. Vai cobrar e responsabilizar essas centenas de pessoas ou só a mim?, respondeu o ator.

Rafinha Bastos também fala sobre o caso

Rafinha Bastos foi outro que falou sobre o assunto no Twitter. Em seu perfil, o comediante fez a seguinte piada:

É real esse papo de que a Rede TV contratou o Marcius Melhem para lançar o programa RÔLA TOTAL?

O conteúdo, entretanto, foi apagado pelo artista. Depois, ele publicou uma nova brincadeira, desta vez comparando Melhem a um vírus:

É lindo ver o país vencendo um vírus que espalhou terror e tristeza por onde passou. Um vírus que foi piada por um bom tempo, mas acabou mostrando o seu poder de destruição. Adeus, Marcius Melhiem. Que a Rede TV o tenha.

Nas interações da rede social, Rafinha explicou que gostou mais de sua segunda abordagem:

Prints são eternos. hahahaha. Mas essa primeira foi mais engraçada, opinou um fã.

Achei essa segunda melhor. Confesso, respondeu o humorista.

A seguir, relembre outras personalidades que foram acusadas de assédio:


John Lasseter, chefe de animação da Disney e da Pixar, que dirigiu grandes filmes como Toy Story, Carros e Vida de Inseto, anunciou para seus funcionários o afastamento de seu cargo após o The Hollywood Reporter reunir uma série de acusações de má conduta. O site norte-americano relatou que fontes informaram que John era conhecido por agarrar, beijar e fazer comentários sobre aparência física. A atriz Rashida Jones e seu parceiro Will McCormack teriam até desistido de escrever o roteiro de Toy Story 4, por causa do assédio de Lasseter. Em comunicado interno, ele não fala sobre o assédio, mas pede desculpas se alguém se sentiu desrespeitado ou desconfortável por causa de conversas dolorosas e erros que ele cometeu durante a carreira. Recentemente tive diversas conversas que foram muito dolorosas para mim. Nunca é fácil assumir erros, mas é a única forma de aprender. Como resultado, tenho pensado muito no líder que sou hoje comparado ao mentor, defensor e exemplo que quero ser. Foi me dito que fiz alguns de vocês se sentirem desrespeitados e constrangidos. Essa nunca foi a minha intenção. Coletivamente, vocês são o meu mundo e me desculpo profundamente se os decepcionei. Quero me desculpar especialmente com qualquer um que tenha recebido um abraço indesejado ou qualquer gesto, de qualquer forma ou maneira, que pareça inapropriado. Não importa o quão benigna tenha sido minha intenção, todos tem o direito de estabelecer os próprios limites e tê-los respeitados, disse em comunicado. Lasseter ainda continuou e afirmou que irá se afastar do cargo por causa das acusações: Por mais difícil que seja para mim me afastar de um trabalho que amo e de um time que tenho em alta consideração, não apenas como artistas, mas como pessoas, sei que isso é o melhor para todos agora. Minha esperança é que esses seis meses sabáticos sejam a oportunidade de me cuidar melhor, recarregar e me inspirar, voltando com discernimento e perspectiva que preciso para ser o líder que vocês merecem.

Deixe um comentário

Atenção! Os comentários do portal Estrelando são via Facebook, lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade do autor, comentários impróprios poderão ser denunciados pelos outros usuários, acarretando até mesmo na perda da conta no Facebook.

Enquete

Qual famosa você gostaria de ver em um projeto novo da Netflix?

Obrigado! Seu voto foi enviado.