X

NOTÍCIAS

Publicada em 16/05/2024 às 00:00 | Atualizada em 15/05/2024 às 16:45

Caipora em Castelo Rá-Tim-Bum, Patrícia Gasppar não descarta volta da trama e brinca: - A essa altura seria a Senhora Caipora!

Atriz acaba de estrear Desejos S.A., no Star+, e conta bastidores da produção em entrevista ao ESTRELANDO

Clara Rocha

Montagem-Divulgação

Bum, Bum, Bum, Castelo Rá-Tim-Bum! É impossível falar em Castelo Rá-Tim-Bum sem lembrar da clássica música de abertura que marcou o imaginário de toda uma geração. Com três décadas desde sua estreia, a série original brasileira da TV Cultura continua sendo lembrada com grande carinho pelo público até os dias atuais. Obviamente, não seria diferente para os responsáveis por dar vida aos personagens da trama.

Em entrevista exclusiva ao ESTRELANDO, Patrícia Gasppar, que deu vida à Caipora, discorreu sobre a importância da produção em sua carreira. A atriz lembra da série com grande carinho, e, quando questionada sobre um possível retorno de Castelo Rá-Tim-Bum, não descarta a ideia e ainda divaga sobre as possibilidades de explorar uma nova visão para sua personagem.

- Foi, e é, até hoje um marco fundamental na minha carreira, sem dúvidas. Nós que fizemos o Castelo não tínhamos ideia de que tudo aquilo teria essa importância imensa. Sabíamos que estávamos num grande projeto, dava para perceber a qualidade, mas só tivemos noção quando começou a ir ao ar, começou afirmando

Falando sobre Caipora, a atriz não esconde o orgulho de ter interpretado a personagem, na época marcada pela forte maquiagem e figurino pesado, e conta que ela foi capaz de aproximá-la de diversas áreas de sua vida.

- Representa muito para mim. Me aproximou das crianças, do meio ambiente, do Brasil e de mim. Tenho muito orgulho de ter sido a Caipora e ter feito parte desse super programa que até hoje é assistido. São 30 anos e cada vez que descobrem que sou a Caipora, para essas gerações que assistiam, é um encantamento, uma emoção que vejo no rosto de cada pessoa. Isso é lindo. Eu sempre digo que a gente que atuou ali devia ter uma camiseta onde estivesse escrito: Eu fiz parte da sua infância, porque é o que gente houve o tempo todo! [risos], conta Gasppar.

Ainda sobre a série, que foi exibida e produzida de 1994 até 1997, a artista responde se gostaria de voltar a protagonizar Caipora em uma possível continuação, um especial, uma peça ou, até mesmo, um spin-off.

- Sim, voltaria, por que não, né? Mas, a essa altura do campeonato, seria a Senhora Caipora [risos]. Acho até interessante pensar assim, pois poderia ser um personagem que além de toda representatividade que ela traz também teria uma voz contra o etarismo. Olha que tá me dando uma ideia aqui..., brinca a atriz.

Falando sobre sua mais nova estreia, a recente série do Star+, Desejos S.A, Gasppar afirma considerar a produção um novo grande marco em sua carreira. A trama aposta do streaming apresenta proposta antológica cativante, construindo uma conexão amarrada ao longo dos seis episódios independentes. Ainda mais, passeia entre o drama, humor e o suspense.

- Desejos tem um roteiro muito bacana, inteligente, onde as histórias e os personagens se cruzam e isso é instigante, dá vontade de ver tudo e acho que isso o público vai sentir. [...] Adoro séries com essa temática, mas como atriz, no audiovisual, é de fato uma novidade muito bem-vinda. [...] Foi uma produção super bem cuidada, uma estrutura incrível e uma equipe fora de série. Com certeza, para mim, é outro grande marco na minha história de atriz e de vida, disse.

Além disso, questionada sobre a influência de projetos passados na preparação de Desejos S.A., a artista intérprete de Suzette, uma personagem qual ela caracteriza como dividida, afirma:

- Acho que todos os papéis que a gente vai interpretando ao longo da carreira nos preparam para um próximo papel e, de certa maneira, estão lá juntos na criação do novo. E isso é muito legal, os personagens vão nos ensinando e, assim como na vida, acho que vamos amadurecendo com àquilo que cada um traz, declara, falando ainda sobre a parceria com os colegas de elenco:

- Um elenco incrível mesmo, mas gravamos por episódio, então só tive contato com quem fazia parte do meu e com quem se relacionava com a minha história, já que um episódio tem conexão com outro. Então, minha turma era Diogo Nogueira, Nelson Freitas, Silvero Pereira e Carol Castro. Todos queridos, bons colegas, super profissionais, e, claro, ótimos atores, finaliza Patrícia Gasppar.

Abaixo, confira o trailer completo da produção:


Deixe um comentário

Atenção! Os comentários do portal Estrelando são via Facebook, lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade do autor, comentários impróprios poderão ser denunciados pelos outros usuários, acarretando até mesmo na perda da conta no Facebook.

Enquete

Qual dos últimos acontecimentos do mundo dos famosos mexeu mais com você?

Obrigado! Seu voto foi enviado.

Caipora em <i>Castelo Rá-Tim-Bum</i>, Patrícia Gasppar não descarta volta da trama e brinca: - <i>A essa altura seria a Senhora Caipora!</i>

Caipora em Castelo Rá-Tim-Bum, Patrícia Gasppar não descarta volta da trama e brinca: - A essa altura seria a Senhora Caipora!

15/Jul/

Bum, Bum, Bum, Castelo Rá-Tim-Bum! É impossível falar em Castelo Rá-Tim-Bum sem lembrar da clássica música de abertura que marcou o imaginário de toda uma geração. Com três décadas desde sua estreia, a série original brasileira da TV Cultura continua sendo lembrada com grande carinho pelo público até os dias atuais. Obviamente, não seria diferente para os responsáveis por dar vida aos personagens da trama.

Em entrevista exclusiva ao ESTRELANDO, Patrícia Gasppar, que deu vida à Caipora, discorreu sobre a importância da produção em sua carreira. A atriz lembra da série com grande carinho, e, quando questionada sobre um possível retorno de Castelo Rá-Tim-Bum, não descarta a ideia e ainda divaga sobre as possibilidades de explorar uma nova visão para sua personagem.

- Foi, e é, até hoje um marco fundamental na minha carreira, sem dúvidas. Nós que fizemos o Castelo não tínhamos ideia de que tudo aquilo teria essa importância imensa. Sabíamos que estávamos num grande projeto, dava para perceber a qualidade, mas só tivemos noção quando começou a ir ao ar, começou afirmando

Falando sobre Caipora, a atriz não esconde o orgulho de ter interpretado a personagem, na época marcada pela forte maquiagem e figurino pesado, e conta que ela foi capaz de aproximá-la de diversas áreas de sua vida.

- Representa muito para mim. Me aproximou das crianças, do meio ambiente, do Brasil e de mim. Tenho muito orgulho de ter sido a Caipora e ter feito parte desse super programa que até hoje é assistido. São 30 anos e cada vez que descobrem que sou a Caipora, para essas gerações que assistiam, é um encantamento, uma emoção que vejo no rosto de cada pessoa. Isso é lindo. Eu sempre digo que a gente que atuou ali devia ter uma camiseta onde estivesse escrito: Eu fiz parte da sua infância, porque é o que gente houve o tempo todo! [risos], conta Gasppar.

Ainda sobre a série, que foi exibida e produzida de 1994 até 1997, a artista responde se gostaria de voltar a protagonizar Caipora em uma possível continuação, um especial, uma peça ou, até mesmo, um spin-off.

- Sim, voltaria, por que não, né? Mas, a essa altura do campeonato, seria a Senhora Caipora [risos]. Acho até interessante pensar assim, pois poderia ser um personagem que além de toda representatividade que ela traz também teria uma voz contra o etarismo. Olha que tá me dando uma ideia aqui..., brinca a atriz.

Falando sobre sua mais nova estreia, a recente série do Star+, Desejos S.A, Gasppar afirma considerar a produção um novo grande marco em sua carreira. A trama aposta do streaming apresenta proposta antológica cativante, construindo uma conexão amarrada ao longo dos seis episódios independentes. Ainda mais, passeia entre o drama, humor e o suspense.

- Desejos tem um roteiro muito bacana, inteligente, onde as histórias e os personagens se cruzam e isso é instigante, dá vontade de ver tudo e acho que isso o público vai sentir. [...] Adoro séries com essa temática, mas como atriz, no audiovisual, é de fato uma novidade muito bem-vinda. [...] Foi uma produção super bem cuidada, uma estrutura incrível e uma equipe fora de série. Com certeza, para mim, é outro grande marco na minha história de atriz e de vida, disse.

Além disso, questionada sobre a influência de projetos passados na preparação de Desejos S.A., a artista intérprete de Suzette, uma personagem qual ela caracteriza como dividida, afirma:

- Acho que todos os papéis que a gente vai interpretando ao longo da carreira nos preparam para um próximo papel e, de certa maneira, estão lá juntos na criação do novo. E isso é muito legal, os personagens vão nos ensinando e, assim como na vida, acho que vamos amadurecendo com àquilo que cada um traz, declara, falando ainda sobre a parceria com os colegas de elenco:

- Um elenco incrível mesmo, mas gravamos por episódio, então só tive contato com quem fazia parte do meu e com quem se relacionava com a minha história, já que um episódio tem conexão com outro. Então, minha turma era Diogo Nogueira, Nelson Freitas, Silvero Pereira e Carol Castro. Todos queridos, bons colegas, super profissionais, e, claro, ótimos atores, finaliza Patrícia Gasppar.

Abaixo, confira o trailer completo da produção: