X

NOTÍCIAS

Publicada em 23/01/2019 às 11:00 | Atualizada em 01/06/2019 às 02:48

Johnny Depp alega ter novas provas de que não agrediu Amber Heard, saiba detalhes!

A polêmica que envolve o ex-casal se iniciou em 2016, assim que a atriz fez uma denúncia de agressão

Da Redação

The Grosby Group

A polêmica envolvendo Amber Heard e Johnny Depp continua rendendo na justiça e, agora, parece que o ator colocou ainda mais lenha na fogueira. Segundo o TMZ, Depp entregou nessa semana novos documentos à polícia que, aparentemente, comprovam sua inocência a respeito das alegações de sua ex-esposa, que o acusou de violência doméstica. A publicação afirma que as provas já foram incluídas como parte do processo do ator contra o tabloide britânico The Sun, que o chamou de espancador de mulheres. 

Em 2016 Amber Heard entrou com um pedido de divórcio acusando Depp de tê-la agredido no dia 21 de maio do mesmo ano. Mas, pelo que parece, os novos documentos contestam a alegação, pois incluem depoimentos de testemunhas que dizem ter visto Amber no prédio do casal sem marcas vermelhas ou roxas em seu rosto nos dias que se seguiram ao da briga. Uma testemunha alega que só viu as marcas de violência, altamente divulgadas na época do escândalo, seis dias depois.

Ainda de acordo com o TMZ, entre as novas provas de Depp, há também vídeos de câmeras de segurança dos quatro dias seguintes ao do suposto ataque que mostram o rosto de Amber. De acordo com o advogado do ator, Adam Waldman, as gravações não mostram marcas na atriz. 

- As dúzias de arquivos das câmeras de segurança do prédio obtidas recentemente, aliadas aos vários depoimentos dados em 2016, não deixam dúvidas de que Amber fingiu os abusos que dão base à difamação do The Sun contra o Sr. Depp.

Os documentos incluem também o depoimento de uma testemunha que alega não ter visto vidro estilhaçado pelo apartamento na época, o que vai de encontro à acusação da atriz de que Johnny atirou objetos de vidro pela casa durante a briga. Tenso!

O site norte-americano ainda relatou que nas novas provas, o advogado de Johnny Depp também cita dois policiais que responderam à ligação do dia 21 de maio e testemunharam dizendo não ter visto machucados em Amber Heard e alegando que ela disse que nada havia acontecido. 

Até agora não houve nenhum pronunciamento da atriz, que segue firme em sua acusação contra o ex-marido. O ex-casal finalizou o divórcio em janeiro de 2017. Uma audiência do processo de Depp contra o The Sun está marcada para o dia 22 de fevereiro deste ano.

Tudo muito confuso, né? Vem entender melhor tudo sobre o fim do casamento deles:


Enquanto isso, o astro continua se dedicando aos shows ao lado de sua banda, The Hollywood Vampires. O último show, após o Rock In Rio, aconteceu na Suécia, na última segunda-feira, dia 30, mesmo após a tentativa de boicote por meio das redes sociais. Segundo informações da People, algumas pessoas estavam tentando fazer com que a apresentação fosse cancelada, por causa das acusações de violência doméstica. Já o Just Jared anunciou que a apresentação da banda do ator aconteceu normalmente e o grupo pretende continuar com a agenda de shows com Johnny Depp por considerar o ator inocente, até que se prove o contrário.

Deixe um comentário

Atenção! Os comentários do portal Estrelando são via Facebook, lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade do autor, comentários impróprios poderão ser denunciados pelos outros usuários, acarretando até mesmo na perda da conta no Facebook.

Enquete

Qual acontecimento você estava mais ansioso para que acontecesse?

Obrigado! Seu voto foi enviado.