X

NOTÍCIAS

Publicada em 06/06/2019 às 16:46 | Atualizada em 06/06/2019 às 17:11

Em entrevista, Madonna admite ter sido assediada por Harvey Weinstein: - Ele cruzou barreiras e limites

Apesar de ter cedido seu tempo para a entrevista, a cantora mostrou desagrado com o resultado final em um post feito em seu Instagram

Da Redação

The Grosby Group

Prestes a lançar seu mais recente álbum, Madame X, Madonna deu uma entrevista ao jornal New York Times e, dentre diversos assuntos, revelou que já foi assediada por Harvey Weinstein, produtor de Hollywood que foi acusado de assédio e até mesmo estupro por diversas mulheres da indústria. 

Segundo Madonna, o assédio ocorreu em 1991, quando ela trabalhou com o produtor na gravação do documentário Na Cama com Madonna. 

- Harvey cruzou barreiras e limites e flertou comigo de forma incrivelmente sexual quando estávamos trabalhando juntos. Ele estava casado na época, e eu certamente não estava interessada.

Ela continuou, falando sobre como Harvey era visto no meio cinematográfico:

Eu soube que ele fez a mesma coisa com várias outras mulheres que eu conhecia da indústria. E nós estávamos tipo: Harvey pode fazer isso porque ele tem tanto poder e é tão bem sucedido, e seus filmes sempre vão tão bem e todo mundo quer trabalhar com ele, então você tem que lidar com isso.

Madonna também contou sobre como se sentiu ao ver as primeiras acusações contra o produtor:

Quando aconteceu, eu pensei: Finalmente. Não comemorei demais porque nunca comemorarei o fim de uma pessoa. Não acho que traz um carma bom. Mas foi positivo que alguém que esteve abusando do seu poder por tantos anos foi denunciado e responsabilizado.

Apesar da longa entrevista, Madonna parece não ter ficado feliz com seu resultado final. Em um post no Instagram, a cantora desabafou sobre o que achou da matéria, e falou sobre o machismo por trás dos constantes comentários sobre sua idade:

A jornalista que escreveu esse artigo passou dias, horas e meses comigo e foi convidado para dentro de um mundo que muitas pessoas não podem ver, mas escolheu focar nos assuntos triviais e superficiais como a etnia da minha equipe, o tecido das minhas cortinas e comentários sem fim sobre a minha idade, o que nunca teria sido mencionado se eu fosse um homem. Mulheres passam por algo difíceis ao serem as campeãs de outras mulheres, mesmo quando elas posam como feministas intelectuais.

Ela continuou, dizendo que a entrevista a fez sentir como se tivesse sido estuprada:

Me desculpe, eu passei cinco minutos com ela. Fez com que eu me sentisse estuprada. E sim, eu posso usar essa analogia, por ter sido estuprada aos 19 anos de idade. New York Times é um dos fundadores do patriarcado. E eu digo: morte ao patriarcado que é tecido na nossa sociedade. Eu nunca vou parar de lutar para erradicá-lo. 

Além disso, Madonna ainda compartilhou algumas fotos dos bastidores da entrevista, além de um clique que não chegou a ser usado na matéria. Confira:

Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por Madonna (@madonna) em

A seguir, relembre mais famosos que foram acusados de assédio:


John Lasseter, chefe de animação da Disney e da Pixar, que dirigiu grandes filmes como Toy Story, Carros e Vida de Inseto, anunciou para seus funcionários o afastamento de seu cargo após o The Hollywood Reporter reunir uma série de acusações de má conduta. O site norte-americano relatou que fontes informaram que John era conhecido por agarrar, beijar e fazer comentários sobre aparência física. A atriz Rashida Jones e seu parceiro Will McCormack teriam até desistido de escrever o roteiro de Toy Story 4, por causa do assédio de Lasseter. Em comunicado interno, ele não fala sobre o assédio, mas pede desculpas se alguém se sentiu desrespeitado ou desconfortável por causa de conversas dolorosas e erros que ele cometeu durante a carreira. Recentemente tive diversas conversas que foram muito dolorosas para mim. Nunca é fácil assumir erros, mas é a única forma de aprender. Como resultado, tenho pensado muito no líder que sou hoje comparado ao mentor, defensor e exemplo que quero ser. Foi me dito que fiz alguns de vocês se sentirem desrespeitados e constrangidos. Essa nunca foi a minha intenção. Coletivamente, vocês são o meu mundo e me desculpo profundamente se os decepcionei. Quero me desculpar especialmente com qualquer um que tenha recebido um abraço indesejado ou qualquer gesto, de qualquer forma ou maneira, que pareça inapropriado. Não importa o quão benigna tenha sido minha intenção, todos tem o direito de estabelecer os próprios limites e tê-los respeitados, disse em comunicado. Lasseter ainda continuou e afirmou que irá se afastar do cargo por causa das acusações: Por mais difícil que seja para mim me afastar de um trabalho que amo e de um time que tenho em alta consideração, não apenas como artistas, mas como pessoas, sei que isso é o melhor para todos agora. Minha esperança é que esses seis meses sabáticos sejam a oportunidade de me cuidar melhor, recarregar e me inspirar, voltando com discernimento e perspectiva que preciso para ser o líder que vocês merecem.

Deixe um comentário

Atenção! Os comentários do portal Estrelando são via Facebook, lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade do autor, comentários impróprios poderão ser denunciados pelos outros usuários, acarretando até mesmo na perda da conta no Facebook.

Enquete

Qual acontecimento você estava mais ansioso para que acontecesse?

Obrigado! Seu voto foi enviado.