X

NOTÍCIAS

Publicada em 12/06/2020 às 08:57 | Atualizada em 12/06/2020 às 09:58

Após acusações de J.K. Rowling, ex-marido admite que bateu na escritora: - Não estou arrependido

A autora fez a acusação em um texto no qual se defendia das críticas após comentários transfóbicos

Da Redação

Montagem-The Grosby Group

J.K. Rowling, a autora dos livros de Harry Potter, continua a se envolver em polêmicas. Depois de publicar mensagens transfóbicas no Twitter e receber críticas de fãs e atores como Daniel Radcliffe e Emma Watson, a escritora publicou um longo texto em seu blog pessoal, defendendo seu direito de opinar sobre pessoas trans e alegando que tal direito se deve ao fato de que ela já sofreu abuso doméstico e agressão sexual. 

No texto, Rowling acusa seu primeiro marido, o jornalista português Jorge Arantes, de violência doméstica. Apesar do que se poderia imaginar, quando procurado pelo The Sun, o ex-viciado em drogas não negou o fato e admitiu que dava tapas na escritora, mas que não se arrepende do acontecido:

- Eu dei um tapa em Joanne - mas não houve abuso contínuo. Não estou arrependido por dar um tapa nela. Sim. É verdade que dei um tapa nela. Mas eu não a abusei. Se ela diz isso, isso é com ela. Não é verdade que eu batia nela.

Arantes, hoje com 52 anos de idade, foi casado com J.K. de outubro de 1992 a novembro de 1993 e é pai de sua primeira filha, Jéssica, de 27 anos de idade. No texto publicado em seu blog, a escritora fez a seguinte declaração:

Estou diante dos olhos do público há mais de 20 anos e nunca falei publicamente sobre ser uma sobrevivente de abuso doméstico e agressão sexual. Consegui escapar do meu primeiro casamento violento com alguma dificuldade. Estou mencionando isso não em uma tentativa de obter simpatia, mas por solidariedade com o grande número de mulheres que têm histórias como a minha, que foram criticadas por serem fanáticas por se preocuparem com espaços de sexo único.

A seguir, veja tudo o que J.K. Rowling já falou sobre Harry Potter:


Em passagem escrita por J. K. no site Wizarding World, os fãs conheceram um pouco mais sobre a família Dursley, que criou Harry quando seus pais morreram. Um dos detalhes que ela explora é a despedida de Harry e a tia, Petunia, no livro Harry Potter e as Relíquias da Morte que prefere não dizer nada a ele, além de dar um olhar considerado estranho. Por conta da mente pequena e dos preconceitos da personagem com o mundo mágico, ela não consegue deixar o ressentimento de lado ao perceber que vai ver os olhos da falecida irmã - os mesmos de Harry - pela última vez, mas ainda assim, Rowling queria dar a entender que algum sentimento estava enterrado no fundo de seu coração. Assim, ela agiu com consistência em relação aos outros livros da história. Petúnia, aliás, ficou tocada quando soube como a irmã morreu, pelas mãos de Voldemort, e apenas por isso decidiu aceitar cuidar do sobrinho. No entanto, ela fez questão de mostrar ao jovem Harry que se arrependia dessa decisão. Já o tio Válter, apesar de ter aceitado bem a ideia de Petúnia ter uma irmã que era bruxa, nunca lidou bem com o marido de Lily Potter, James, dizendo à ele que os bruxos deveriam viver de seguro-desemprego e que ele era um mágico amador. Além disso, sobre a família do protagonista, a autora chegou a revelar também que o avô de Harry Potter também se chamava Harry e que diversos outros parentes da família tinham esse nome!

Deixe um comentário

Atenção! Os comentários do portal Estrelando são via Facebook, lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade do autor, comentários impróprios poderão ser denunciados pelos outros usuários, acarretando até mesmo na perda da conta no Facebook.

Enquete

Kourtney Kardashian está noiva! O que você acha do relacionamento dela e de Travis Barker?

Obrigado! Seu voto foi enviado.