X

NOTÍCIAS

Publicada em 07/07/2020 às 10:30 | Atualizada em 07/07/2020 às 10:34

Johnny Depp acusa Amber Heard durante julgamento: - Inventou essas histórias de violência

O ator está processando um tablóide por ter sido chamado de espancador de esposa em um artigo publicado em 2018

Da Redação

Montagem-The Grosby Group

Nesta terça-feira, dia 7, teve início o processo por difamação de Johnny Depp contra o jornal The Sun por acusações de violência doméstica. O ator está processando o tablóide por conta de um artigo publicado em 2018 que o chamava de espancador de esposa e alegava que existiam evidências avassaladoras de que ele havia espancado a ex-esposa, Amber Heard, o que ele nega.

De acordo com o veículo Deadline, Depp foi o primeiro a depor sobre o caso, chegando na entrada principal do Royal Courts of Justice, no centro de Londres, na Inglaterra, com o rosto coberto por um lenço preto e usando óculos escuros. Sua ex-esposa chegou pouco depois, protegendo o nariz e a boca com um lenço vermelho e de mãos dadas com duas mulheres.

O Just Jared relata que o advogado de Depp emitiu um longo posicionamento, alegando que Johnny não é e nunca foi um espancador de esposa:

- Não será surpresa saber que não se trata de dinheiro. É sobre defesa. Depp deixou isso claro em várias audiências. É por isso que ele veio aqui - para limpar sua reputação. Heard inventou essas histórias de violência grave. Ele [Depp] não é e nunca foi um espancador de esposas. Um lado está claramente mentindo e em uma extensão extraordinária. Ou as alegações de Heard são verdadeiras e, portanto, Depp decidiu iniciar e buscar uma longa acusação de difamação, apesar de saber que o artigo que constitui o objeto da reivindicação é completamente verdadeiro. Ou, como dizemos, a srta. Heard inventou [as alegações], o que significa que o Sr. Depp está certo ao pedir vingança perante este tribunal de um jornal extremamente influente que procurou agir como juiz por endossando e condenando-o em relação às alegações da srta. Heard, sem mencionar a exigência de um fim à sua carreira como a punição que ele supostamente merecia.

O veículo aponta ainda que, durante seu próprio testemunho, Johnny afirmou que tentou se afastar de situações violentas com a ex-esposa:

- Sempre que essas situações aumentavam, eu tentava ir para o meu próprio canto. Eu queria me separar antes que as coisas saíssem do controle.

A seguir, relembre o que já aconteceu na polêmica separação de Johnny Depp e Amber Heard!



Já em abril de 2019, Johnny alegou ter provas incontestáveis de que não tinha agredido Amber. Ele reuniu algumas imagens de câmeras de vigilância e depoimentos para comprovar as suas declarações. Agora, é a atriz que não responde aos argumentos do ex-marido. Será que o jogo virou?

Deixe um comentário

Atenção! Os comentários do portal Estrelando são via Facebook, lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade do autor, comentários impróprios poderão ser denunciados pelos outros usuários, acarretando até mesmo na perda da conta no Facebook.

Enquete

Retrospectiva: qual famosa você acha que bombou mais em 2020?

Obrigado! Seu voto foi enviado.