X

NOTÍCIAS

Publicada em 21/08/2020 às 13:14 | Atualizada em 21/08/2020 às 13:33

Tutela de Britney Spears será dividida entre ex-empresário e pai da cantora, diz site

Jamie Spears solicitou à justiça da Califórnia que patrimônio dela seja administrado por outra pessoa

Da Redação

Divulgação

O ex-empresário de Britney Spears, Andrew Wallet, pode retornar à vida da cantora em breve! Segundo a Us Weekly, o pai da cantora, Jamie Spears, solicitou ao tribunal da Califórnia, nos Estados Unidos, que o agente volte como co-tutor do patrimônio de sua filha.

Andrew já teria assinado uma declaração afirmando que concorda em voltar a cuidar do patrimônio de Britney ao lado de Jamie. Uma audiência, marcada para 16 de setembro, deve formalizar o pedido de Jamie Spears.

Tanto Wallet quanto Jamie cuidavam do patrimônio da cantora desde 2008, quando ela teve uma crise mental pública. Em 2019, Wallet renunciou sua participação na tutela da cantora e deixou Jamie com poder exclusivo de tudo.

Cerca de seis meses depois de Jamie se tornar o único tutor da estrela, ele renunciou alegando motivos pessoais de saúde. Na época, o ex-marido de Britney, Kevin Federline obteve uma ordem de restrição contra o ex-sogro, que supostamente teria brigado com o filho de Britney, Sean.

Jodi Montgomery assumiu, então, temporariamente o cargo de tutora. Agora, Jamie voltou a ter a tutela da filha, e deverá assumir o posto a partir do dia 22 de agosto conforme definido pela justiça.

Britney, por sua vez, deseja que sua tutela acabe e ela possa tomar conta da própria vida e todo seu patrimônio. Nas redes sociais, fãs da cantora também lançaram a campanha #FreeBritney, incentivando que a artista possa ter liberdade e autonomia na carreira e vida pessoal, sem ter o pai por trás de suas decisões.


E apareceu mais um personagem na história no começo de maio de 2019. Segundo o site TMZ, a cantora conseguiu uma ordem de restrição contra seu ex-empresário, Sam Lufti, não apenas para si mesma, mas também para seus familiares e amigos. Nos documentos do processo, os advogados de Britney revelaram que Lufti tem mandado mensagens para a mãe da cantora, Lynne Spears, e feito comentários depreciativos e ameaçadores contra ela nas redes sociais. Ele estaria disseminando mentiras como a de que Britney foi internada contra sua vontade. A mesma publicação afirmou que o empresário foi um dos causadores do surto de 2007 de Britney, quando ela raspou a cabeça e atacou um carro com um guarda-chuva.

Deixe um comentário

Atenção! Os comentários do portal Estrelando são via Facebook, lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade do autor, comentários impróprios poderão ser denunciados pelos outros usuários, acarretando até mesmo na perda da conta no Facebook.

Enquete

Retrospectiva: qual famosa você acha que bombou mais em 2020?

Obrigado! Seu voto foi enviado.