X

NOTÍCIAS

Publicada em 06/08/2021 às 14:33 | Atualizada em 06/08/2021 às 14:33

Primo da Rainha Elizabeth II cumpre apenas metade da pena por assédio sexual, diz jornal

Simon Bowes-Lyon, o Conde de Strathmore e Kinghorne, se declarou culpado em janeiro de 2021

Da Redação

Divulgação

Parece que o primo da rainha Elizabeth II, Simon Bowes-Lyon, Conde de Strathmore e Kinghorne, deixou a prisão na última semana do mês de julho após cumprir apenas metade da pena por assédio sexual, crime pelo qual foi condenado em janeiro de 2021. De acordo com a People, Simon deveria cumprir dez meses de detenção após se declarar culpado das acusações, mas foi solto apenas cinco meses depois da sentença - informação que veio à tona apenas na última quinta-feira, dia 5.

O crime teria ocorrido em fevereiro de 2020, no Castelo de Glamis, na Escócia. Na ocasião Simon estaria promovendo um evento marcado por degustação de bebidas e passeios de helicóptero. O crime teria acontecido quando o conde, embriagado, entrou no quarto de uma das convidadas, que estava dormindo, e a prendeu contra a cama, assediando-a sexualmente por cerca de 20 minutos.

Inicialmente, o xerife responsável pela sentença teria decretado que Simon poderia cumprir prisão domiciliar em sua casa na Escócia - mas, depois, acabou definindo que ele fosse detido na penitenciária HM Prison Perth, além de ser incluído no registro de criminosos sexuais. Durante o julgamento, Bowes-Lyon teria se declarado culpado pelas acusações: 

Estou muito envergonhado de minhas ações que causaram tanta angústia a um convidado em minha casa. Quando percebi o que tinha feito, pedi desculpas rapidamente à mulher em questão. Peço desculpas de todo o coração novamente hoje. Lamento profundamente o meu comportamento e a angústia que ele causou. Eu não achava que era capaz de me comportar da maneira que me comportei, mas tenho que enfrentar isso e assumir a responsabilidade. 

Até o momento, não foi fornecida uma explicação para a saída antecipada do primo da rainha Elizabeth II.

A seguir, veja os famosos que foram demitidos após acusações de assédio sexual:


Ed Westwick foi acusado por três mulheres de estupro em novembro de 2017. Ainda sob investigação, ele foi demitido da série White Gold e de um filme adaptado da obra de Agatha Christie, feito pela BBC, que refilmou as cenas dele com outro ator.

Deixe um comentário

Atenção! Os comentários do portal Estrelando são via Facebook, lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade do autor, comentários impróprios poderão ser denunciados pelos outros usuários, acarretando até mesmo na perda da conta no Facebook.

Enquete

O que você achou da polêmica fala de Príncipe Harry sobre as demissões na pandemia?

Obrigado! Seu voto foi enviado.