X

NOTÍCIAS

Publicada em 17/06/2019 às 11:45 | Atualizada em 17/06/2019 às 16:41

36 imóveis de Neymar Jr. são bloqueados pela justiça, entenda o caso!

O jogador de futebol está devendo 69 milhões de reais em impostos, segundo a Folha de S. Paulo

Da Redação

Divulgação

2019 não está sendo um ano bom para Neymar Jr.! O jogador de futebol, que enfrenta uma acusação de estupro, recentemente sofreu outra lesão e, agora, está com problemas na Receita Federal. Pois é, segundo informações da Folha de S. Paulo, o atleta está com 36 imóveis bloqueados pela justiça, já que ele está devendo 69 milhões de reais em impostos. De acordo com o jornal, que fez esse levantamento, esses imóveis no nome de Neymar, de membros de sua família ou de suas empresas estão indisponíveis.

Dentre as propriedades há, por exemplo, duas mansões localizadas em um condomínio de luxo no Guarujá, litoral de São Paulo, que juntas somam três mil metros quadrados. O jogador costuma ir para lá principalmente pelo fato de estar perto de Santos, sua cidade natal. Além disso, há um apartamento na Vila Mariana, em São Paulo, que custa cerca de 15 milhões de reais. 

Há também três imóveis em Santa Catarina. Um deles foi adquirido por um milhão e 400 reais e possui 470 metros quadrados de área privativa. Os outros dois são bem semelhantes, em valor e tamanho.

Esses bloqueios impedem que os bens sejam negociados, mas não que sejam utilizados. A ideia é garantir que Neymar pague o que deve à Receita Federal após ele, supostamente, sonegar impostos de sua transferência do time de futebol do Santos para o time de Barcelona, em 2013.

Lembrando que, recentemente, ele ainda perdeu valor de mercado, por causa das polêmicas.

Logo abaixo, veja tudo sobre a acusação de estupro de Neymar:


Mas o lado da defesa de Najila está indo de mal a pior. De acordo com a colunista Sonia Racy, do jornal O Estado de S. Paulo, a nova advogada da modelo, Yasmin Pastore Abdalla, também deixou o caso. Ela é a segunda pessoa que abandona a ação, já que o primeiro advogado da modelo foi José Edgar Bueno, que já abandonou o caso por afirmar que antes Najila não havia falado em estupro, mas sim em agressão, lembra? Agora, no lugar da jurista, quem representa Najila é Danilo Garcia de Andrade.

Deixe um comentário

Atenção! Os comentários do portal Estrelando são via Facebook, lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade do autor, comentários impróprios poderão ser denunciados pelos outros usuários, acarretando até mesmo na perda da conta no Facebook.

Enquete

Qual acontecimento você estava mais ansioso para que acontecesse?

Obrigado! Seu voto foi enviado.