X

NOTÍCIAS

Publicada em 09/03/2021 às 17:49 | Atualizada em 10/03/2021 às 14:08

Mel Lisboa fala sobre trabalhar com Leonardo Miggiorin 20 anos após Presença de Anita: - Ele é um irmão para mim

Os dois estão juntos novamente na série FOME, produção da Cia. Pessoal do Faroeste

Mel Pinheiro

Montagem-Divulgação-TV Globo

Em 2001, a Globo exibia pela primeira vez a minissérie Presença de Anita, que deu o que falar na época! 20 anos após a produção, Mel Lisboa e Leonardo Miggiorin, que interpretaram Anita e Zezinho na trama, voltam a trabalhar juntos na série FOME, produzida pela Cia. Pessoal do Faroeste. Em entrevista exclusiva ao ESTRELANDO, a atriz contou como é a sensação de contracenarem novamente e contou uma coincidência entre eles:

- A gente se encontra sempre porque enfim, a gente faz parte do mesmo meio, eu sempre vou assistir as peças do Leo, ele me assiste também. A gente tem um carinho enorme um pelo outro desde aquela época e somos muito amigos. É uma alegria reencontrá-lo, apesar de ser nesse momento complicado que estamos vivendo, e a gente não possa se encontrar presencialmente, mas pelo menos virtualmente a gente tá trocando, se vendo e participando desse processo juntos. Então é muito bom. Ele é um irmão, eu chamo ele de irmãozinho porque a gente nasceu no mesmo dia e no mesmo ano, então somos gêmeos de família diferentes (risos).

FOME será uma série totalmente gravada com a câmera do telefone celular nos bastidores da gravação do filme Re-Bentos. Uma produção que traz o enredo do espetáculo teatral sendo adaptado para o cinema como o universo pelo qual os espectadores, assistindo por seus dispositivos móveis, farão uma imersão no que foi a pandemia do coronavírus durante a campanha FomeZeroLuz:

- Esse projeto vai ser híbrido, ele está sendo gravado, mas mesmo o processo vai fazer parte como documentário. Estamos fazendo tudo remotamente, aprendendo a lidar com a câmera, cada um se filmar e depois o material vai ser editado. Mas, também vai fazer parte do projeto, o próprio processo, em que ficção e realidade se confundem, contou Mel

Durante 2020 e também 2021, a atriz, assim como vários colegas de profissão, tiveram que se reinventar durante a pandemia. Nesse tempo, Mel fez vários projetos diferentes, como podcasts, lives, teatro ao vivo e narrou dois audiolivros de Clarice Lispector: A Hora da Estrela e Onde estivestes de noite. Dentre tantos trabalhos, ela respondeu qual foi o mais desafiador:

- A peça Madame Blavatsky foi criada em pandemia, nessa situação e basicamente por mim e pelo Márcio Macena que é o diretor, o texto era da Claudia Barral, e a gente iniciou só nós três e a gente fez de tudo, desde o cenário, maquiagem, foto que era possível, tudo em casa, para fazer a apresentação. Por mais rápido que isso tenha sido, existe uma pesquisa para entender um pouco sobre a Helena Blavatsky, sobre a filosofia, sobre a importância dela. Então, foi um projeto bastante desafiador.

Outra peça apresentada por Mel em formato remoto foi Dogville, inspirado no longa de Lars Von Trier e que já estava em cartaz por dois anos antes da pandemia:

- Também foi um projeto bastante ousado, porque eu fiquei pensando: Como é que a gente vai fazer uma peça cujo protagonista é a cidade? Os 16 atores ali contracenando são muito importantes para que a peça se faça. E eles conseguiram fazer de uma forma muito interessante, usaram cenas gravadas das apresentações ao vivo. E algumas cenas foram gravadas remotamente, com um cenário muito parecido, cinza para todo mundo, para que o ambiente ficasse parecido, a luz parecida. Recebemos os figurinos em casa, então reproduzimos algumas cenas remotamente e isso ia intercalando com cenas tiradas do teatro e também alguns depoimentos, sobre o processo, sobre a peça, e o resultado final ficou um formato interessantíssimo, e foi um sucesso, vista por muita gente.

Para o futuro, a atriz está confirmada na novela Cara e Coragem, escrita por Claudia Souto para a faixa das sete na Globo. Com a nova onda de infecções pelo coronavírus e as mudanças nos cronogramas de gravações, Mel acredita que as gravações não comecem antes do segundo semestre de 2021, mas está ansiosa para o trabalho, em que interpretará uma vilã e contracenará com Ícaro Silva:

- Eu estou na torcida para que aconteça em breve, por todos os motivos imagináveis. É uma personagem deliciosa, já li alguns capítulos e ela é super engraçada. E fazendo parceria com o Ícaro que é muito meu parceiro, meu amigo, e a gente tá ansioso para começar a trocar e criar esses  personagens. Eu fico ansiosa e na expectativa, tomara que role em breve.


E, para finalizar, não poderia faltar Julia Almeida, filha de Manoel Carlos, que viveu Luísa Reis na trama. Ela era filha de Fernando e ficou superamiga de Anita sem saber que a garota tinha um caso com seu pai. Hoje em dia, no entanto, ela não se dedica mais à carreira de atriz. Morando em Londres, Julia foi editora de uma revista eletrônica criada por seu marido, em 2018 revelou sofrer de epilepsia e hoje diz se dedicar à vida de casada.

Deixe um comentário

Atenção! Os comentários do portal Estrelando são via Facebook, lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade do autor, comentários impróprios poderão ser denunciados pelos outros usuários, acarretando até mesmo na perda da conta no Facebook.

Enquete

De que lado da polêmica envolvendo Cid Moreira você está?

Obrigado! Seu voto foi enviado.